Há dois grandes pontos de venda para oxicorte: o equipamento não é caro, e você pode começar a operá-lo muito rapidamente. Contudo, o processo é relativamente lento e é bom apenas para cortar aço-carbono. Oxicorte não é eficaz em outros tipos de metal como aço inoxidável e alumínio. Além disso, a peça de trabalho de aço-carbono deve ser pré-aquecida antes do corte, o que também reduz a produtividade. Existem também problemas de segurança associados ao uso do altamente inflamável e instável acetileno, o gás combustível mais comum usado com esse processo.

O oxicorte é uma boa escolha para quem precisa cortar somente aço-carbono espesso (mais que 51 mm ou 2 pol). Além disso, o oxicorte pode ser uma alternativa econômica se você não possui muitas peças para cortar e não está muito preocupado com produtividade ou lucratividade por peça. Comparado com um sistema a plasma Hypertherm com capacidade de corte por arrasto (apenas com sistemas manuais), o processo requer um pouco mais de treinamento e experiência por parte do operador. Contudo, um operador habilidoso pode obter uma qualidade de corte muito boa com oxicorte.

Em oficinas de alta produção, o oxicorte é frequentemente utilizado em máquinas de corte automatizadas para cortes múltiplos de peças pequenas, muitas vezes usando várias tochas na mesma mesa de corte do tipo pórtico. Quando várias tochas são usadas, o processo oferece alta produtividade em materiais mais espessos, normalmente acima de 5/8 polegadas.

Depois de cortar as peças com oxicorte, as peças ficam muito oxidadas e precisam de muita limpeza (demorada), frequentemente incluindo pulverização pesada para remover escória.

Usos e aplicações principais:

  • Cortar aço para fabricação ou desmontagem
  • Aquecer peças para dobrar, endireitar, tratamento térmico ou outros motivos
  • Afrouxar peças e parafusos travados ou enferrujados durante retrabalhos/reparos. Diferente do plasma, o oxicorte pode afrouxar uma porca de um parafuso sem danificar

Como oxicorte funciona

O oxicorte utiliza um gás combustível para pré-aquecer o aço até sua temperatura de “fusão” (1.800 ºF), então ativa um jato de puro oxigênio que usa uma reação exotérmica para oxidar rapidamente o aço.

 

Não tem certeza de qual processo ou método utilizar?

Você encontrará informações úteis aqui: