Upgrade para a tecnologia True Hole

As soluções integradas de corte a plasma da Hypertherm trazem uma economia de US$ 220.000,00, antes gastos com cortes terceirizados.

Publicado em 02/01/2019
Publicado por Hypertherm

A empresa e os produtos

A Hutchinson Manufacturing é uma grande empresa fabricante de metal personalizado, certificada pela ISO 9001, com 105 funcionários e atuante em Hutchinson, Minnesota, desde 1953. Além de fabricar trabalhos personalizados desafiadores, a Hutchinson Manufacturing também oferece em sua unidade de 100.000 pés quadrados células de trabalho dedicadas para a produção de projetos em repetição. Especializada em atender as demandas dos setores de recuperação de energia, petróleo e gás, seus sistemas de qualidade estão em conformidade com o 10CFR50 de forma a atender as rigorosas exigências da indústria nuclear com relação à dedicação de material, testes e quarentena.

Problema

A tecnologia de corte ultrapassada de dois lasers de CO2 de dez anos e um plasma pórtico ESAB Sabre de 20 anos elevou os custos com terceirização para mais de US$ 220.000,00 em dois anos. As limitações materiais dos sistemas e a qualidade pobre do corte fizeram com que fosse necessária a terceirização do corte de qualquer material com espessura superior a 3/4 polegadas, o que limitava o controle da qualidade e prejudicava o processo de produção. Em vista de atender aos critérios de conformidade do 10CFR50 para o crescimento do negócio no setor nuclear, era necessário um maior controle do processo de corte, a capacidade de cortar materiais mais espessos e em velocidades maiores e aumentar significativamente a qualidade do corte. “A terceirização de tantos cortes não nos permitia controlar nossos cronogramas e qualidade, então precisávamos fazer uma mudança. Tínhamos a necessidade de confiabilidade com uma qualidade uniforme de corte e velocidades rápidas para a produção da peças.”, disse Isaac Marceau, vice-presidente de Operações.

Solução

Isaac conhecia o nome Hypertherm e solicitou um orçamento de quatro máquinas de corte OEM. “O pórtico ESAB era antigo e duvidoso, sem muita potência, e o laser mais novo já tinha dez anos. Nós entendemos de engenharia adequada, então para nossa nova máquina de corte focamos em movimento preciso e rigidez dos designs.” A solução que atendeu aos seus requisitos específicos de qualidade foi a opção mais cara, mas que estava dentro da justificativa de custo de 2 a 3 anos. A solução integrada de corte a plasma da Hypertherm que eles escolheram inclui um HyPerformance.® Softwares Plasma HPR400XD® , Hypertherm CNC e® ProNest. A possibilidade de trabalhar em proximidade com o OEM deles durante todo o processo construiu a base para uma parceria de longa duração. Isso ficou evidente quando a instalação da máquina de corte foi simplificada e os custos reduzidos a partir do momento que a Hutchinson construiu sua própria mesa de corrente descendente com os planos fornecidos pelo OEM.

Benefícios

“Nós percebemos benefícios imediatos do investimento, com melhoria de duas a três vezes na velocidade de corte em comparação com os lasers, e de três a quatro vezes com relação ao plasma antigo”, declarou Isaac. O menor acúmulo de calor nos cortes reduziu o empenamento, que era um problema recorrente quando os lasers cortavam chapas mais espessas. Além disso, os cortes mais limpos reduziram em pelo menos 50% qualquer tipo de processo secundário. “As peças se encaixam nas prensas sem muita necessidade de calço, e conseguimos produzir um maior número de peças por turno, com rejeição mínima.” Essas melhorias praticamente eliminaram a terceirização, reduziram os prazos de entrega e permitiram que a Hutchinson Manufacturing estendesse a produção para dois turnos.

“Após utilizar o sistema diariamente por um ano e meio, ainda estamos encontrando novas vantagens para ele. O ProNest nos ajuda a medir a produção e mantém o nosso fator de resíduos bem baixo, em consequência, passamos as economias aos nossos clientes. Estamos considerando o corte de tubos, um processo novo para nós, e o treinamento de novos operadores está exigindo 50% menos tempo do que costumava. Com o CNC da Hypertherm e o software Phoenix,® é possível que um novo operador comece a trabalhar em dois turnos. Um turno para treinamento e um turno para observações, no terceiro dia eles já estão por conta própria e trabalhando bem.”

Download
Publicado em 02/01/2019
Publicado por Hypertherm