Utilize o eletrodo completamente: Um eletrodo SilverLine completamente utilizado terá um comprimento de ponto de erosão de 2,5 mm.

Aperte adequadamente a capa interna: Veja se a capa interna está vedada, bem apertada contra o bico, para manter vedação adequada e evitar vazamentos.

Purga da tocha e verificação de vazamentos: após cada troca de peças, purgue a tocha por, pelo menos, 30 segundos para remover a umidade residual. Verifique se há vazamentos.

Verifique os fluxos do gás de plasma: A faixa de fluxo de gás de plasma é fundamental. Um fluxo alto causará rápido desgaste do eletrodo e partidas difíceis. Um fluxo baixo causará o descontrole do arco. (Consulte as tabelas de corte no seu manual do proprietário.)

Verifique os fluxos do gás de proteção: Os fluxos corretos do gás de proteção durante o pré-fluxo protegem o bico e o bocal de danos. Certifique-se de que o pré-fluxo esteja ajustado de acordo com as tabelas de corte no seu manual do proprietário.

Perfure na altura correta: Nos sistemas Kaliburn, a Hypertherm recomenda a perfuração em uma altura de corte duas vezes maior do que a especificada. Perfurar muito abaixo faz com que os respingos do metal derretido atinjam a capa do bocal e o bico. Essa é a causa mais comum de falhas prematuras no bico. Perfurar muito em cima pode causar transferência lenta do arco e falha no disparo.

Ajuste a tensão do arco: Com o desgaste do eletrodo, a tocha fica mais próxima da chapa. Para manter a melhor altura de corte, aumente a tensão do arco em incrementos de 2 volts até 10 volts acima do ajuste inicial.

Evite o estiramento do arco: Isso pode ocorrer durante o corte de fenda fora da chapa ou quando o percurso de saída de corte está programado de forma inadequada. Isso encurta a vida útil do consumível.

Limpe o bico e a capa do bocal: Limpe o bico e a capa do bocal periodicamente para remover os respingos. Isto evitará o duplo arco, o que encurta a vida útil do consumível.